Há um vício em andamento. As letras vivem seu pequeno deleite sempre que por elas passam os olhos dos leitores. A vida há nas letras ou nos olhos de quem lê? sentencia o conhecedor: há de ser nas mãos de quem escreve. Evite esforço, aqui não há espaço para respostas. É a contrução que nos interessa, o caminhar, o processo, a empresa de fazer um pensamento. Espaço da criação do futuro da literatura brasileira. Ler e escrever: o remédio para o vício da criação.

12 setembro, 2009

O Senhor Nogueira








O Senhor Nogueira habita o número 62 da Rue Tournefort há poucos dias. Vem de longa e trabalhosa mudança, quando passou dois meses a embalar a plástico sua coleção de livros proibidos.





Neste exato instante deseja somente sorver com os lábios seu café com leite espumado, e admirar as mocinhas que brincam na Rue Tournefort.





Debruçado a janela, vê passar pela primeira vez o Senhor Mutoi, propietário da quitanda mais importante do bairro.





--------------------------------------





O Senhor Mutoi vive há mais de décadas no número 47 da Rue Du Pot De Fer, com sua esposa costureira e o par de filhos inúteis.



É o dono da quitanda e seu produto mais vendido é mesmo abobrinha.



É avesso à crianças e animais de estimação, sendo o seu tempo livre dedicado aos trabalhos manuais com lajota.


Ao cruzar a esquina e adentrar pela Rue Tournefort, observa janelas que se abrem no antigo e há muito vago apartamento do prédio 62.


Sente o corpo excitado com o potencial novo cliente de sua quitanda.


--------------------------------------------

Na primeira casa da Rue Amyot acaba de acontecer um crime brutal.

Os gritos são assustadores.

E continua nos próximos dias.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home